Este site é pessoal e tem o foco principal, nas notícias e fatos de interesse de nosso povo e das nossas coisas. Então, significa que não temos equipe e nem tempo para informar tudo o que acontece em Baião e região, ficando ao nosso critério divulgar as informações mais relevantes.
"Vote na enquete, assista os vídeos, deixe seu comentário e divirta-se."
Loading...

terça-feira, 23 de junho de 2015

CÂMARA DE MOCAJUBA INICIA PROCESSO CONTRA ROSIEL COSTA-PR

SINTEPP PEDE AFASTAMENTO DE ROSIEL

O SINDICATO DOS PROFESSORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA NO PARÁ- SINTEPP, 
através da coordenação de sua sub-sede Mocajuba, representada pelos professores 
Marcos Lopes e Judity Carvalho, denunciou o prefeito Rosiel Costa (PR) por improbidade administrativa 
devido a forma de uso dos recursos destinados a Educação, do 
FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA (FUNDEB)
                                                     prefeito afastado Rosiel Costa
                                                  foto: reprodução internet

Seguindo o rito usual a Câmara Legislativa acatou a denúncia, formou uma Comissão Processante (CP) e está tentando notificar o prefeito denunciado. O processo tem prazo de 90 dias para ser concluído. A acusação de improbidade pode levar a cassação do prefeito e a perda do cargo. Veja abaixo o ofício de notificação.


Professor Marcos Lopes
SINTEPP


Na representação lê-se como exemplo da forma de gestão que teria sido implementando pelo gestor, um processo que levou ao colapso dos recursos oriundos do FUNDEB devido a excessiva contratação de funcionários temporários, aumentos salários desproporcionais e imotivados de carga horária, explica o sindicato. 




Vejamos que. apenas nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2014, e janeiro de 2015, foram repassados aproximadamente nove milhões de reais ao município de Mocajuba (PA). Um dado de acesso público. Contudo, existem, segundo a representação não houve planejamento adequado do uso de tais recursos e até possíveis "desvios". Além disso, os limites para gastos com pessoal teriam ultrapassado os limites legais com mais de 80% dos recursos do Fundo tendo sido usados na contratação de funcionários temporários - atesta a representação.


Pois bem. O processo está seguindo seus trâmites legais. São 11 vereadores para avaliar o caso, investigar e decidir. A comprovação das acusações pode levar até a perda do cargo. 



Matéria de;
http://amazonidas.blogspot.com.br/2015/06/sindicato-dos-professores-denuncia-o.html

CAMETÁ: IRÁCIO NUNES ESTÁ DE VOLTA


IRÁCIO ESTÁ DE VOLTA
Parece até brincadeira, mas o prefeito de Cametá Irácio Nunes, foi reconduzido ao cargo pela 3ª vez este mês.
A última decisão foi novamente da Desembargadora Gleide pereira de Moura.
Deste jeito, o povo a cada dia que passa, perde a fé na justiça dos homens.
Leiam a decisão.

Ontem, 19\06, por decisão da desembargadora Gleide Pereira de Moura, o prefeito Iracy Nunes de Freitas - ou Irácio do PT, foi novamente reconduzido ao cargo. Voltou ativa sancionando o Plano Municipal de Educação - uma obrigação formal de todos os gestores municipais no país.


foto: reprodução facebook
Dorielson Rodrigues Gaia

foto reprodução internet
Dorielson Rodrigues Gaia
al.



Fonte: http://amazonidas.blogspot.com.br/2015/06/amazonia-tocantina-em-cameta-o-pescador.html

1ª OFICINA PEDAGÓGICA DO CEFIP

1ª OFICINA PEDAGÓGICA DO CEFIP


Da esquerda para direita: Prof. Ângela Gonçalves,  Narlene Lopes e Edilza Ribeiro e 
 A primeira oficina pedagógica do Centro de Ensino profissional do Pará-CEFIP, foi um grande sucesso. Segundo a diretora da instituição, professora Ângela Gonçalves, as atividades servem como encerramento de semestre letivo. 


 A oficina aconteceu na escola infantil Pró-Infância no bairro novo em Baião. Além das palestras ministradas pelas professoras Narlene Lopes e Edilza Ribeiro, que vieram da cidade de Igarapé Miri, onde fazem parte do programa “Pacto pela Educação”, os alunos confeccionaram trabalhos pedagógicos orientados pelas professoras. 

 O evento  aconteceu Sábado 20/06, a partir das 8:00 até o final da tarde. Os participantes da oficina, foram  os acadêmicos de Pedagogia e História das vilas de Umarizal, Ituquara e do centro urbano da cidade. 

 Vale destacar que o CEFIP possui prédio próprio no município e recentemente, deu entrada no Conselho Estadual de Educação de toda documentação para regularização de diversos cursos. E mesmo assim, apesar dos altos custo para realização da oficina, o CEFIP, financiou todas as despesas, demonstrando mais uma vez que veio pra ficar e contribuir para melhoria da educação baionense.






segunda-feira, 22 de junho de 2015

AGRADECIMENTOS DA FAMÍLIA DE KIKO NOGUEIRA

AGRADECIMENTOS DA FAMÍLIA DE KIKO NOGUEIRA
Estamos aqui em forma de agradecimento a todos aqueles que compareceram ao velório, ou à missa de sétimo e trigésimo dia, ou nos deixou mensagens nas redes sociais,  ou nos ligou, a todos vocês um muito obrigado.
Quando a morte nos chega próxima é que percebemos o seu gigantesco poder. Na hora da morte é um momento muito difícil, há muitas interrogações pululando pela cabeça, mas é a realidade que não conseguimos e nem conseguiremos correr, ou mesmo nos esconder.
Agradecemos ao Padre Olegário por ter proferido com sábias palavras a Missa de Corpo Presente e a Missa de Sétimo Dia de “Kiko Nogueira” e ao público que se fez presente.
Brigamos por pequenas coisas, perdemos nosso precioso tempo em tantas coisas inúteis, para ao final olharmos para trás e ter a nítida impressão que poderia ter sido diferente. A morte está para nos ensinar. Vivamos felizes o agora porque o amanhã a Deus lhe é dado o poder da decisão.
Muitos dizem que a morte é um mistério, talvez seja. Mistério maior não seria o nascimento? De onde viemos? De onde tiramos todos estes atributos que nos são inerentes? Se existe um espaço onde estivemos antes do nascimento certamente após a última batida do coração para lá retornaremos. Acreditar que Deus esteja nos esperando de braços abertos, não seria muita pretensão da nossa parte, somos pequenos demais para tanto. Acreditar, sim, em uma nova etapa, em uma nova sala de aula para nossos espíritos necessitados de conhecimento, talvez seja o mais sensato. Como poderemos querer conhecer Deus, se não nos conhecemos?

Que Deus ilumine Kiko Nogueira neste novo caminho que começa a trilhar.






Madeireiro que extraía madeira ilegal de reserva é preso em Baião

Madeireiro que extraía madeira ilegal de reserva é preso em Baião

Homem foi preso em flagrante em trecho da rodovia Transcametá, em Baião. Madeira beneficiada era retirada da Reserva Extrativista Ipaú-Anilzinho.
Florisvaldo Wille é dono de uma serraria que estava, no momento da fiscalização, beneficiando madeira retirada ilegalmente da Reserva Extrativista Ipaú-Anilzinho (Foto: divulgação)
Florisvaldo Wille é dono de uma serraria que estava, no momento da fiscalização, beneficiando madeira retirada ilegalmente da Reserva Extrativista Ipaú-Anilzinho (Foto: divulgação)
Após denúncia do Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o procurador da República Luiz Eduardo Smaniotto, acompanhado de outros servidores do Ministério Público Federal (MPF) e de policiais militares, fez uma inspeção nas madeireiras e serrarias instaladas no quilômetro 50 da rodovia Transcametá, em Baião, no Pará. O proprietário de uma das serrarias, Florisvaldo Wille, foi preso em flagrante.
O pátio da serraria DN Indústria estava repleto de madeira para beneficiamento e, segundo depoimento dos funcionários, as toras viriam da região da Reserva Extrativista Ipaú-Anilzinho, coincidindo com a denúncia do ICMBio. Questionado sobre a origem da madeira, o dono da serarria não tinha nenhum documento que comprovasse a origem nem autorização para funcionamento.
No momento da fiscalização, os servidores do MPF consultaram o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente)  que confirmou que o funcionamento da madeireira era ilegal. O proprietário foi levado para Tucuruí e o delegado da Polícia Civil Eduardo Paisani lavrou auto de prisão em flagrante. O processo contra Wille deve tramitar em Belém, porque o município de Baião, onde foi feita a prisão, fica na jurisdição da Justiça Federal na capital.
Além da DN Indústria, outras madeireiras estão sendo investigadas pela extração ilegal demadeira da Resex Ipaú-Anilzinho. Caso seja processado e condenado, Florisvaldo Wille pode ser sentenciado a prisão de um a cinco anos, pelo crime de causar dano a unidade de conservação, da lei de crimes ambientais.
A Resex Ipaú-Anilzinho é uma unidade de conservação que permite o aproveitamento de recursos de maneira sustentável apenas pela comunidade que mora no local. Com 55.816 hectares, a reserva engloba seis comunidades, Espírito Santo, Anilzinho, Lucas, Fé em Deus, Xininga e Joana Peres. A população local sobrevive de agricultura, pesca, criação de animais e coleta de produtos florestais

Com informações MPF/PA
http://portaltailandia.com.br/noticia/para/madeireiro-que-extraia-madeira-ilegal-de-reserva-e-preso-em-baiao/

MOCAJUBENSE ISAAC RODRIGUES CAMPEÃO

MOCAJUBENSE ISAAC RODRIGUES  CAMPEÃO
O pugilista paraense Isaac Rodrigues, natural da cidade de Mocajuba, defendeu o cinturão de campeão mundial de boxe pela World Boxing Federation (WBF) na noite de sexta-feira (19). O adversário do atleta é o sul-africano Nkululeko Mhlongo. A luta aconteceu no ginásio da Escola Superior de Educação Física do Pará. Isaac venceu o  sul africano por pontos.
Em dezembro de 2014, Isaac conquistou o título mundial ao vencer o mexicano José Pinzon por nocaute, no oitavo round, em uma luta prevista para doze assaltos. A disputa foi na categoria médio (até 72,58 quilos). Foto: Sidney Oliveira/Agência Pará




E em agosto deste ano, Baião vai conhecer  o maior evento de lutas da região. Dia 23 de Agosto, Baião receberá
pela primeira vez, um dos maiores
eventos e lutas da região
I Campeonato de Muay Thay.
Presença  do lutador “YURE MARAJÓ”.
Não perca, brevemente os ingressos
estarão a venda.
Patrocínio





X COPA DE SELEÇÕES DO INTERIOR- últimos resultados

X COPA DE SELEÇÕES DO INTERIOR

O maior clássico do futebol baionense, terminou com a vitória da seleção de Calados com o placar de sel. Calados 3   2 sel. Ituquara dia 20/06. E no Sábado duelaram as sel. de maracanã que venceu a sel. de Açaizal Centro pelo placar de 2x1. Com a vitória, Calados está classificada para a grande final domingo contra sel. Maracanã no estádio do Norte América.....as 16:00. A partida foi um grande show de bola.


 

Seleção de Calados 


O maior evento do futebol do município, tem os seguintes campeões, Calados 1 título, Maracanã 1 título e Umarizal  com 2 titulos,  os tres grandes campeões. A selecao de Bailique Centro vai em busca do primeiro titulo que junto  com a sel. de Ituquara. Nas palavras do organizador do evento prof. Laudeci Mindelo, está difícil definir qual o melhor jogo,visto que todos foram maravilhosos .

Sel. de  Ituquara



A rodada final da maior competição esportiva de Baião, ficou assim definida:

Domingo (28/06) se enfrentam sel. de Maracanã x sel. de Calados, pela final do 1º Distrito e


pelo 2º Distrito, será a vez da sel. de Umarizal  enfrentar  a sel. de Bailique Centro.




quinta-feira, 18 de junho de 2015

1 CAMPEONATO DE MUAY THAY DE BAIÃO

1 CAMPEONATO DE MUAY THAY
23 de Agosto Baião receberá
pela primeira vez, um dos maiores
eventos e lutas da região.

A foto registra um dos momentos de Yure Marajó em combate.


I Campeonato de Muay Thay.
Presença  do lutador “YURE MARAJÓ”.
Não perca, brevemente os ingressos
estarão a venda.

Patrocínio



APROVADA MAIORIDADE PENAL

APROVADA MAIORIDADE PENAL

Um dos grandes temas ultimamente debatidos na Câmara Federal e que dividiu opiniões, teve mais um capitulo ontem. 

Leia a postagem do site ISTOÉ independente:

Comissão da Câmara aprova redução de maioridade penal

Com 21 votos a favor e seis contra, a comissão especial criada para discutir o tema decidiu que serão punidos como adultos os maiores de 16 anos que cometerem crimes hediondos

AE
maioridade_div_483x303.jpg
Em sessão fechada, deputados aprovaram nesta quarta-feira, 17, a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos para alguns tipos de crime. Apesar de uma série de manobras de parlamentares contrários ao texto para obstruir a votação, com 21 votos a favor e seis contra, a comissão especial criada para discutir o tema decidiu que serão punidos como adultos os maiores de 16 anos que cometerem crimes hediondos (como latrocínio e estupro), homicídio doloso (com intenção de matar), lesão corporal grave, lesão corporal seguida de morte e roubo qualificado.

O novo relatório foi apresentado pelo deputado Laerte Bessa (PR-DF), que decidiu acolher propostas acordadas entre PMDB, PSDB e outros partidos, flexibilizando o parecer original que havia apresentado na semana passada. O acordo foi costurado pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para garantir a aprovação na comissão. Cunha segurou o início da sessão no plenário principal da Câmara até que o texto fosse votado na comissão. A postura do presidente foi questionada pelo deputado Glauber Braga (PSB-RJ).

Próximo ao início da votação, o líder do governo, José Guimarães (PT-CE), e o ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil) foram à comissão para garantir que ela chegasse ao final. O governo temia que a procrastinação na comissão especial atrasasse a votação do ajuste fiscal no plenário da Câmara.

Alterações. No texto anterior, a redução da maioridade era linear, ou seja, valia para qualquer crime. O texto aprovado dispensa a obrigação de se consultar o Ministério Público, assim como foi acordado.

O texto prevê que os maiores de 16 anos e menores de 18 anos cumprirão a pena em estabelecimento separado dos maiores de 18 anos e dos menores de 16. A nova redação também prevê que União e Estados terão que criar os estabelecimentos para o cumprimento das penas.

"O cidadão de 16 anos sabe muito bem distinguir o que é um ato lícito e um ato ilícito. Não podemos dizer que um menor de 16 anos é inimputável. Isso é um absurdo", afirmou Bessa. O ex-delegado de polícia disse preferir um texto ainda mais duro. "A minha convicção não é só de baixar de 18 para 16. Queria pegar mais um pouco, uma lasca desses criminosos, bandidos", afirmou, antes de criticar aqueles contrários à redução. "Muita gente que quer proteger hoje nunca esteve na rua para enfrentar um bandido, um delinquente desta natureza".

"Os senhores serão cobrados nas próximas eleições. Estão vendendo algo que não vão entregar. Esta Casa não pode de novo errar no populismo penal", disse Darcísio Perondi (PMDB-RS). "A bala não resolve tudo", protestou a deputada Érika Kokay (PT-DF). Quando acabou de falar, deputados da chamada "bancada da bala" gritaram: "Pega o lenço!".

"Estamos sendo aqui acusados de não querer votar a matéria. Os senhores vão ser acusados de atropelar uma discussão tão importante como esta", afirmou o deputado Weverton Rocha (PDT-MA), segundo quem a comissão foi apressada por pressão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que já marcou a votação em plenário para o próximo dia 30. "O presidente da 'Câmara do Presidente' ou, desculpa, da Câmara dos Deputados, simplesmente tuitou dizendo que no dia 30 tem que votar e aí, vamos lá votar porque ele está dizendo que tem que votar", criticou.

Tensão

A sessão foi tensa desde o início. Deputados contrários e favoráveis à redução tentaram diversas manobras para, respectivamente, acelerar ou atrasar a votação.

Houve novo tumulto quando deputados da "bancada da bala" identificaram a presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Carina Vitral. O presidente da comissão, André Moura (PSC-SE), permitiu que ela ficasse na sala, desde que atrás do cordão de isolamento. Um dos deputados que pediu a saída da estudante foi o Delegado Éder Mauro (PSD-PA), favorável à redução da maioridade penal. "Prefiro encher a prisão de bandido do que o cemitério de vítima inocente", disse o parlamentar.

Os bate-bocas eram constantes: "Aqui não tem delegado, capitão ou coronel. Todos são deputados", disse Sérgio Vidigal (PDT-ES). "Que babaquice é essa? Está querendo aparecer", reagiu deputado Alberto Fraga (DEM-DF), coronel da reserva da Polícia Militar.

Manifestantes. O clima também era tenso do lado de fora do plenário. Impedidos de entrar devido ao conflito com seguranças na semana passada, manifestantes fizeram um "apitaço" no corredor onde funcionam as comissões e gritavam "Não à redução", "Fascistas não passarão" e "Fora Cunha", protestando contra o presidente da Câmara, favorável à redução da maioridade penal.

Como se trata de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), o texto precisa ser votado em dois turnos no plenário da Câmara. A primeira votação está prevista para o dia 30 de junho. É preciso um mínimo de 308. Aprovado na Câmara, o texto segue para o Senado, onde também precisa ser apreciado em duas votações.