Este site é pessoal e tem o foco principal, nas notícias e fatos de interesse de nosso povo e das nossas coisas. Então, significa que não temos equipe e nem tempo para informar tudo o que acontece em Baião e região, ficando ao nosso critério divulgar as informações mais relevantes.
"Vote na enquete, assista os vídeos, deixe seu comentário e divirta-se."
Loading...

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

INAUGURAÇÃO DA PONTE SOBRE O RIO IGARAPÉ MIRI

INAUGURAÇÃO DA PONTE SOBRE O RIO IGARAPÉ MIRI



Agora é oficial: a inauguração da ponte do Rio Igarapé-Miri vai ocorrer dia 12 de setembro a partir de 09:00 hs da manhã.

E o governador Simão Jatene vai se fazer presente no evento, tanto que mandou convite por intermédio do Cerimonial ao Prefeito Roberto Pina e aos Secretários Municipais, sendo que tal convite passará a ser divulgado também para a população a partir de amanhã.
Foto: Agência pará

A ponte é realmente um marco histórico para Igarapé-Miri e para a Região do Baixo-Tocantins.

Pode representar uma nova etapa para interligar com uma segunda ponte o município de Mocajuba e Baião por via rodoviária.

Quem sabe com o tempo possa encurtar o caminho para a Região de Altamira.
Foto. Italo Mácola
Foto: Blog Carlos Couto

Agora a luta será em prol da construção da 2ª ponte sobre o rio Meruú, que com a construção da 1ª ponte, será atendida com duas balsas.
Fotos: Dida oliveira
Visão de cima da ponte

A vinda do governador além de ser um atrativo a mais, veio com a bagagem antecipada pela reforma e sinalização do trecho da PA-151 que andava piorando a cada dia com mais buracos e com riscos de acidentes.
Foto: Jhonny Costa
A empresa TERRAPLANA está fazendo a recuperação de vários trechos na PA, com custo de mais 26 milhões de reais.
Tomara que deixe alguma coisa de ISS na Prefeitura Miriense por fazer serviços em áreas do município.
Foto: Dida oliveira
E o governador dá uma forra para a Município com esta ponte e marca seu nome neste segundo mandato, pelo menos nesta região que lhe deu ampla votação.
foto: Dequinha pantoja
Falta agora a Ponte sobre o Rio Meruú. E segundo informações o projeto já estaria encaminhado.
Quem sabe Jatene solta essa boa notícia no sábado e com isso permanecerá o pique de obras da região e empregos para muitos trabalhadores nestes tempos bicudos de crise.
Parabéns ao governo estadual pela obra, que foi concebida em várias gestões, mas quem inaugura leva a fama.
Parabéns aos trabalhadores que se empenharam na execução de uma obra de engenharia complexa e que certamente será um atrativo turístico.

Abaixo , uma cópia do Oficio enviado ao prefeito de Igarapé Miri.
Com informações da Gazeta Miriense



Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 11/09/2015 17:13:00
Será inaugurada neste sábado (12) a ponte Igararé-Miri, a primeira de grande porte na região do Baixo Tocantins, com mais de 560 metros de extensão e 200 metros de rampa de encontro. O governador Simão Jatene participa da inauguração, às 9 horas, ao lado de prefeitos da região e equipe de secretários de Estado.
Localizada na Rodovia PA-151, a ponte promete mudar a realidade dos moradores da região, ao diminuir o tempo de viagem e beneficiar a população dos municípios de Abaetetuba, Barcarena, Acará, Moju, Mocajuba, Cametá, Baião e Igarapé-Miri, entre outros municípios. Além do sistema de iluminação solar, a estrutura conta com sistema de proteção dos pilares, os “dolfins”, para evitar possíveis impactos com embarcações que navegam no rio Igarapé-Miri.
O engenheiro Luiz Duarte, da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), explica que foram instaladas placas ao longo da ponte para captar a energia solar e garantir a iluminação. “Elas são capazes de carregar as baterias que fornecem a energia para as lâmpadas. Com isso, as lâmpadas vão ligar e desligar automaticamente”, diz.

Fotos atual da ponte: Agência Pará

  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  • img01
Mão de obra – Além de melhorar o acesso entre os municípios com rapidez e segurança, a obra também trouxe oportunidade de emprego para a população do entorno. Ao todo, o trabalho mobilizou mais de 200 pessoas, das quais cerca de 90% são moradores da região. Entre eles está Marcos Sacramento Fernandes, que estava desempregado e foi contratado para trabalhar na construção. Marcos recebeu treinamento e hoje exerce a função de auxiliar de qualidade e meio ambiente.
"O setor de qualidade organiza a parte documental. Os materiais usados na execução da obra, como por exemplo, o concreto, o aço e o ferro, passam por uma certificação de qualidade, ou seja, como o material foi feito, a resistência etc. Já na parte de meio ambiente fazemos a verificação nos canteiros na questão de minimizar o impacto ambiental e, também, para garantir que os funcionários estão trabalhando com os equipamentos de segurança", explica Marcos Sacramento.
Investimentos – O governo já investiu mais de R$ 300 milhões na implantação e recuperação de pontes de madeira e concreto em todo o Pará. Em junho do ano passado, o Estado inaugurou a ponte sobre o Rio Capim, com 560 metros de comprimento, dez pilares e 14 lajes. A obra contribuiu para o tráfego sem interrupção na Rodovia PA-252 até o entroncamento com a BR-010, a Belém-Brasília.
Uma das pontes em recuperação atualmente é a Moju Cidade, que fica sobre o Rio Moju e integra o complexo Alça Viária, importante corredor que faz a ligação entre as regiões metropolitana de Belém e nordeste paraense ao sul e sudeste do Estado. A ponte foi danificada no início do ano devido a um acidente provocado por uma balsa. As obras de recuperação estão em ritmo acelerado.
Também está em fase avançada a construção da ponte sobre o rio Curuá, em Alenquer, na Rodovia PA-254, oeste do Pará. Com investimento acima de R$ 13 milhões, a nova estrutura, que está sendo concluída, tem 360 metros de extensão e nove metros de largura, permitindo a integração de Alenquer com outros municípios da região, além de viabilizar o escoamento da produção agrícola e extrativista dos municípios que integram a Calha Norte.
No local onde está sendo erguida a nova estrutura, existia uma ponte construída em madeira, que constantemente tinha a estrutura comprometida devido ao excesso de carga das carretas e caminhões que trafegam com produtos pesados, como madeira, gado e brita. A ponte também precisa ser substituída em função das constantes cheias do rio Curuá, que ocasionavam a interrupção do tráfego, obrigando à travessia de balsa e aumentando o tempo das viagens.
Governo do Estado do Pará
Secretaria de Estado de Comunicação

SUSPEITA DE ASSALTO ASSUSTAM BAIONENSES

SUSPEITA DE ASSALTO ASSUSTAM BAIONENSES


Ontem noticiamos um alerta de um possível assalto na cidade. Hoje procuramos a Polícia Militar em Baião, e nos foi informado que ontem logo cedo da manhã, um caçador andando pela mata as margens da PA-151, encontrou restos de comida em 10 marmitex. O homem procurou a Polícia e indicou o local, que fica próximo a uma serraria, nas proximidades da estrada do Igarapézinho.




Ilustração




A Polícia foi até o local, e investigando, descobriu que moradores próximos teriam visto um grupo de cerca de 10 homens embarcando em uma camionete branca da Mitsubishi e seguido rumo a cidade de Mocajuba. A Policia então passou a intensificar as rondas pela cidade. Com isso instalou-se o boato do assalto, fazendo que a agência do Banco do Brasil ficasse-se parcialmente vazia, apesar de estar em período de pagamentos de servidores do município.

O medo que causou na população é perfeitamente explicado, pois, em um dos assaltos a referida agência, os meliantes, antes de causarem terror aos habitantes da cidade, estavam escondidos em uma área de mata, onde passaram a noite, se alimentando com comidas em marmitex, próxima a mesma região em  que o caçador indicou aos policiais ontem.
Este episódio mostrou a importância da população denunciar qualquer situação suspeita.
Até agora ninguém foi preso, mas as Polícias do município estão em alerta máximo.

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

MEDITE NESTE LINDO TEXTO

Meus filhos escorregaram de minhas mãos".    Marcos 6:50
Quando um barco lotado de refugiados, a 500 metros da praia, começou a afundar, Abdullah Kurdi tentou salvar a sua família mas, segundo as suas próprias palavras, "meus filhos escorregaram de minhas mãos". Posso imaginar, com o coração de pai e de avô, o desespero de Abdullah. Mais tarde, o corpo de um dos seus filhos, o pequeno Aylan Kurdi, de apenas três anos, foi achado morto na praia. Uma foto que chocou o mundo.
E foi pensando nisso que entendi: estamos todos no mesmo barco de Abdullah Kurdi. Um barco açoitado por ondas bravias e ventos impetuosos, lotados de pais desesperados, tentando salvar seus filhos das drogas, da gravidez na adolescência, do alcoolismo, da mentira, da violência urbana, das más companhias e da perdição eterna.
Olhamos para a foto de Aylan, morto na praia, e nos emocionamos ao pensarmos na hipótese de, se no lugar dele, estivesse um filho, neto ou sobrinho. A dor é tão grande que nos esquecemos que, pior, incomparavelmente pior, é a morte eterna. Nossos filhos não podem escorregar das nossas mãos. "Não geramos filhos para povoar o inferno". Eles foram entregues a nós pelo Senhor e nós iremos entregá-los de volta ao Pai (Nosso).
Quando os filhos começam a escorregar das nossas mãos?
1) Quando não oramos por eles e com eles.
2) Quando nossas atitudes negam as nossas palavras.
3) Quando permitimos que eles desobedeçam a Deus, de forma sistemática, dentro das nossas casas.
4) Quando não colocamos limites para suas ações e palavras.
5) Quando confundimos fidelidade com cumplicidade.
6) Quando existem tios demais e pais de menos.
7) Quando terceirizamos para a igreja o ensino bíblico.
8) Quando não temos tempo para ouvi-los.
9) Quando qualquer desculpa é aceita para que eles se ausentem da igreja.
10) Quando ensinamos nossos filhos a decidirem por dinheiro.
Onde estava Deus quando Aylan caiu no mar? Ele está onde sempre esteve. Antes mesmo do soldado carregar seu corpo frio na praia turca, o Senhor já o havia levado no colo para casa.
Onde está Deus agora, quando o barco da nossa casa está açoitado por ventos e ondas tão ameaçadoras, e nossos filhos estão escorregando das nossas mãos, prestes a caírem no mar? Ele está onde sempre esteve, pronto para vir ao nosso encontro, andando por cima das ondas, enfrentando ventos impetuosos e dizendo : "... não tenham medo, coragem ... sou Eu ... " Marcos 6:50
Pr. Marcelo Gualberto

ENTREVISTADO DO MÊS - PROFESSOR JONAS FAVACHO

ENTREVISTADO  DO MÊS
Continuando a séries de entrevista de personalidades Baionenses,
o professor Jonas Favacho, foi nosso entrevistado na última edição da versão impressa, que circulou na cidade de Baião em 03 de Setembro.





Na próxima edição que circulará no final deste mês, outro entrevistado, apresentará seus planos  e projetos para melhorias de nosso município.

DESFILE DE 7 DE SETEMBRO EM BAIÃO

DESFILE DE 7 DE SETEMBRO
Banda Marcial  Escola Abel Chaves
 No feriado da Independência, assim como todo pais, comemorou-se a proclamação  e libertação de Portugal.
 O povo lotou a praça central da cidade de Baião, para assistir as escolas homenagearem a pátria.
 Guarda Municipal do município

Banda Levindo Rocha - Foto Regiane Viana




 O  Grupamento Tático Operacional_GTO da Polícia Militar, fez uma exibição muito legal.
 Homenagem ao Ten.        , que lutou na 2ª Guerra Mundial, e ao sargento Pedro Paulo que após 30 anos de serviços na PM, aposentou-se.
 Escola Abel Chaves


 Escola Levindo Rocha
 Mas a grande expectativa era mesmo pela exibição das Bandas Marciais, principalmente as  São Francisco e Santo Antônio, que a cada ano rivalizam em trazer novidades.



 Homenagem aos escritores Baionenses, Sandoval Ramos, Nelito Lopes e  Evaldo Lemos. Sandoval Ramos quando em vida, foi um grande parceiro, nos ajudando a dar os primeiros passos no jornal. Nossas homenagens  póstumas a ele.

Estamos vendendo o DVD de Vídeo deste desfile, com capa padronizada com a foto da sua banda favorita. Contatos 98870-0975.


Banda Marcial São Francisco- Foto Bruno Braga


A escola são Francisco levou pra praça  coreografias com  as meninas tocadoras de pratos. Um cantor tocando guitarra e cantando uma música em homenagem ao aniversário de Baião, "Açu barão", além de fogos de artifícios, que causou surpresa e fez o público aplaudir muito. Um quarteto de músicos de instrumentos de sopro da cidade de Mocajuba, acompanhava a banda. A vibração era grande da torcida da escola.




 Banda Marcial da Escola Santo Antônio

Por sua vez a escola Santo Antônio com a regência do maestro Junior Souza, trouxe além as coreografias  imitando a dança de quadrilha junina, um trio de alunos dançaram a música "Thiller " do Michael Jacson, levando ao delírio o público presente, além dos integrantes fazerem inúmeras coreografias embaladas ao som de metais, por três componentes da Banda Nova Aurora, de Baião. Torcedores aplaudiam e vibraram com as apresentações.
Nesta semana ainda, postaremos um trecho em vídeo das bandas São Francisco e Santo Antônio.


O público presente foi o grande vitorioso, pois assistiram uma grande apresentação das escolas municipais, a vibração era tanta, que nos faz a pensar como seria o desfile de 7 de Setembro, se a maioria das escolas tivessem investimento financeiro dos governos municipal e estadual?

Já pensou se cada escola tivesse apoio financeiro similar a outras manifestações culturais, como pro exemplo o Carnaval? Com certeza, o desfile seria muito mais bonito.


 Banda marcial São Francisco

Os desfiles de 5 e 7 deste mês, geraram emprego e renda, pois as costureiras Baionenses, faturaram com uniformes. Vale ressaltar que os bonitos trajes das escolas, são um esforço de pais de famílias para verem seus filhos brilharem na avenida. Parabéns aos servidores, aos pais dos alunos e a todos envolvidos nas apresentações.










Diretora da Escola Santo Antônio com os alunos e componentes da banda.
 Vice diretor Eniel,  Aléia, diretora Rosângela e a professora Meirilandea e suas filhas.