Este site é pessoal e tem o foco principal, nas notícias e fatos de interesse de nosso povo e das nossas coisas. Então, significa que não temos equipe e nem tempo para informar tudo o que acontece em Baião e região, ficando ao nosso critério divulgar as informações mais relevantes.
"Vote na enquete, assista os vídeos, deixe seu comentário e divirta-se."
Loading...

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

INAUGURAÇÃO DA PONTE SOBRE O RIO IGARAPÉ MIRI

INAUGURAÇÃO DA PONTE SOBRE O RIO IGARAPÉ MIRI



Agora é oficial: a inauguração da ponte do Rio Igarapé-Miri vai ocorrer dia 12 de setembro a partir de 09:00 hs da manhã.

E o governador Simão Jatene vai se fazer presente no evento, tanto que mandou convite por intermédio do Cerimonial ao Prefeito Roberto Pina e aos Secretários Municipais, sendo que tal convite passará a ser divulgado também para a população a partir de amanhã.
Foto: Agência pará

A ponte é realmente um marco histórico para Igarapé-Miri e para a Região do Baixo-Tocantins.

Pode representar uma nova etapa para interligar com uma segunda ponte o município de Mocajuba e Baião por via rodoviária.

Quem sabe com o tempo possa encurtar o caminho para a Região de Altamira.
Foto. Italo Mácola
Foto: Blog Carlos Couto

Agora a luta será em prol da construção da 2ª ponte sobre o rio Meruú, que com a construção da 1ª ponte, será atendida com duas balsas.
Fotos: Dida oliveira
Visão de cima da ponte

A vinda do governador além de ser um atrativo a mais, veio com a bagagem antecipada pela reforma e sinalização do trecho da PA-151 que andava piorando a cada dia com mais buracos e com riscos de acidentes.
Foto: Jhonny Costa
A empresa TERRAPLANA está fazendo a recuperação de vários trechos na PA, com custo de mais 26 milhões de reais.
Tomara que deixe alguma coisa de ISS na Prefeitura Miriense por fazer serviços em áreas do município.
Foto: Dida oliveira
E o governador dá uma forra para a Município com esta ponte e marca seu nome neste segundo mandato, pelo menos nesta região que lhe deu ampla votação.
foto: Dequinha pantoja
Falta agora a Ponte sobre o Rio Meruú. E segundo informações o projeto já estaria encaminhado.
Quem sabe Jatene solta essa boa notícia no sábado e com isso permanecerá o pique de obras da região e empregos para muitos trabalhadores nestes tempos bicudos de crise.
Parabéns ao governo estadual pela obra, que foi concebida em várias gestões, mas quem inaugura leva a fama.
Parabéns aos trabalhadores que se empenharam na execução de uma obra de engenharia complexa e que certamente será um atrativo turístico.

Abaixo , uma cópia do Oficio enviado ao prefeito de Igarapé Miri.
Com informações da Gazeta Miriense



Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 11/09/2015 17:13:00
Será inaugurada neste sábado (12) a ponte Igararé-Miri, a primeira de grande porte na região do Baixo Tocantins, com mais de 560 metros de extensão e 200 metros de rampa de encontro. O governador Simão Jatene participa da inauguração, às 9 horas, ao lado de prefeitos da região e equipe de secretários de Estado.
Localizada na Rodovia PA-151, a ponte promete mudar a realidade dos moradores da região, ao diminuir o tempo de viagem e beneficiar a população dos municípios de Abaetetuba, Barcarena, Acará, Moju, Mocajuba, Cametá, Baião e Igarapé-Miri, entre outros municípios. Além do sistema de iluminação solar, a estrutura conta com sistema de proteção dos pilares, os “dolfins”, para evitar possíveis impactos com embarcações que navegam no rio Igarapé-Miri.
O engenheiro Luiz Duarte, da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), explica que foram instaladas placas ao longo da ponte para captar a energia solar e garantir a iluminação. “Elas são capazes de carregar as baterias que fornecem a energia para as lâmpadas. Com isso, as lâmpadas vão ligar e desligar automaticamente”, diz.

Fotos atual da ponte: Agência Pará

  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  •  
  • img01
  • img01
Mão de obra – Além de melhorar o acesso entre os municípios com rapidez e segurança, a obra também trouxe oportunidade de emprego para a população do entorno. Ao todo, o trabalho mobilizou mais de 200 pessoas, das quais cerca de 90% são moradores da região. Entre eles está Marcos Sacramento Fernandes, que estava desempregado e foi contratado para trabalhar na construção. Marcos recebeu treinamento e hoje exerce a função de auxiliar de qualidade e meio ambiente.
"O setor de qualidade organiza a parte documental. Os materiais usados na execução da obra, como por exemplo, o concreto, o aço e o ferro, passam por uma certificação de qualidade, ou seja, como o material foi feito, a resistência etc. Já na parte de meio ambiente fazemos a verificação nos canteiros na questão de minimizar o impacto ambiental e, também, para garantir que os funcionários estão trabalhando com os equipamentos de segurança", explica Marcos Sacramento.
Investimentos – O governo já investiu mais de R$ 300 milhões na implantação e recuperação de pontes de madeira e concreto em todo o Pará. Em junho do ano passado, o Estado inaugurou a ponte sobre o Rio Capim, com 560 metros de comprimento, dez pilares e 14 lajes. A obra contribuiu para o tráfego sem interrupção na Rodovia PA-252 até o entroncamento com a BR-010, a Belém-Brasília.
Uma das pontes em recuperação atualmente é a Moju Cidade, que fica sobre o Rio Moju e integra o complexo Alça Viária, importante corredor que faz a ligação entre as regiões metropolitana de Belém e nordeste paraense ao sul e sudeste do Estado. A ponte foi danificada no início do ano devido a um acidente provocado por uma balsa. As obras de recuperação estão em ritmo acelerado.
Também está em fase avançada a construção da ponte sobre o rio Curuá, em Alenquer, na Rodovia PA-254, oeste do Pará. Com investimento acima de R$ 13 milhões, a nova estrutura, que está sendo concluída, tem 360 metros de extensão e nove metros de largura, permitindo a integração de Alenquer com outros municípios da região, além de viabilizar o escoamento da produção agrícola e extrativista dos municípios que integram a Calha Norte.
No local onde está sendo erguida a nova estrutura, existia uma ponte construída em madeira, que constantemente tinha a estrutura comprometida devido ao excesso de carga das carretas e caminhões que trafegam com produtos pesados, como madeira, gado e brita. A ponte também precisa ser substituída em função das constantes cheias do rio Curuá, que ocasionavam a interrupção do tráfego, obrigando à travessia de balsa e aumentando o tempo das viagens.
Governo do Estado do Pará
Secretaria de Estado de Comunicação