Este site é pessoal e tem o foco principal, nas notícias e fatos de interesse de nosso povo e das nossas coisas. Então, significa que não temos equipe e nem tempo para informar tudo o que acontece em Baião e região, ficando ao nosso critério divulgar as informações mais relevantes.
"Vote na enquete, assista os vídeos, deixe seu comentário e divirta-se."
Loading...

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

A HISTÓRIA DA ESTRADA PA-150 / 151

A HISTÓRIA DA ESTRADA PA-150 / 151
A rodovia possui aproximadamente 165 Km de extensão.[1] Foi construída para facilitar o escoamento da produção do sul, sudeste e nordeste do Pará, através do porto de Vila do Conde, integrando todos os municípios por onde passa e adjacências. Em sua inauguração, durante a gestão do governador Jader Barbalho, todas as pontes eram de madeira. Atualmente todas são de concreto, com largura de 8,60 metros, em mão dupla.
Todas as fotos desta matéria, são de autoria de Antônio Silva/ Agência Pará

Denominada rodovia Paulo Fontelles, a PA-150 liga os municípios de Goianésia a Marabá. Começa no entrocamento da PA-475 com a PA-263, e passa pelos municípios de Goianésia do ParáJacundáNova Ipixuna até chegar em Marabá. A PA-150 por muito tempo foi 

considerada a estrada-tronco do Pará porque formou um importante eixo de integração com outras rodovias, como a BR-155/BR-158 (Marabá/Redenção/Santana do Araguaia), na divisa com o estado do Mato Grosso; BR-222 (Marabá/Dom Eliseu), no entroncamento com a BR-010 (Belém-Brasília); e a BR-153 (Marabá a São Geraldo do Araguaia), na divisa com o Tocantins.

Além disso, a PA-150 proporciona acesso a BR-230, interligando o leste ao oeste do estado, e esta ao restante da região norte e na outra direção a região nordeste brasileira. Também liga-se a Tucuruí, via PA-263, a Tomé-Açu, através das PA-256/475, ao Acará, pelas PA-475/252, a Abaetetuba, via PA/252 e ao Arapari, através da PA-151.
A PA-151, começa no trevo das cidades de Igarapé Miri e Moju, a ponte inaugurada, fica sobre o primeiro rio que banha a cidade de Igarapé Miri.


A rodovia homenageia Paulo Fontelles de Lima, conhecido como o advogado-do-mato, foi ligado a grupos políticos comunistas clandestinos. Tornou-se o advogado dos camponeses durante a ditadura brasileira e deputado estadual pautando o problema da terra no sul do Pará. Sempre esteve nas listas de "marcados para morrer", no Pará, tendo seu assassinato efetivado na Fazenda Bamerindus por pistoleiros mandados pela UDR.



 A PONTE SOBRE O RIO

Durante audiência com prefeito, vereadores, presidentes de entidades sociais e outras lideranças do município de Igarapé-Miri, o secretário de Estado de Transportes, Eduardo Carneiro, anunciou que já assinou a ordem de serviço para início da construção da primeira grande ponte na rodovia PA-151, que será erguida sobre o rio Miri.
Com esse ato, a Setran autoriza a empresa a começar a mobilização na área para deslocar o local de acesso às balsas, que faziam o transporte dos veículos de uma margem a outra. No local onde ficam as rampas das balsas hoje serão edificadas as fundações da ponte. Para construir a estrutura, de cerca de 500 metros de extensão, sobre o rio Miri, o Governo do Estado vai investir R$ 53 milhões.
A construção da ponte na rodovia PA-151 resgata um compromisso de campanha do governador Simão Jatene com a população da região do Baixo Tocantins e vai agilizar o tráfego dos usuários da rodovia, que atualmente precisavam parar a viagem duas vezes para aguardar travessia por balsas rebocáveis, primeiro sobre o rio Mirí e em seguida sobre o rio Meruú.

A partir deste documento, começou a expectativa dos moradores das cidades de Cametá, Mocajuba e baião, cidade que serão grandemente  beneficiadas pela obra.