Este site é pessoal e tem o foco principal, nas notícias e fatos de interesse de nosso povo e das nossas coisas. Então, significa que não temos equipe e nem tempo para informar tudo o que acontece em Baião e região, ficando ao nosso critério divulgar as informações mais relevantes.
"Vote na enquete, assista os vídeos, deixe seu comentário e divirta-se."
Loading...

sábado, 22 de agosto de 2015

ANIVERSÁRIO DA LORENA VIEIRA

10 ANINHOS DA LORENA VIEIRA
 No domingo 09 de Agosto, Lauro Filho & Franci, comemoraram em grande estilo, o aniversário de 10 anos de sua filha Lorena Vieira.
Lorena com seus pais.

 Igleise e João Francisco




 A aniversariante e a fotografa da festa, Beatrice Pompeu.
 Aniversariante com a tia Adriana
  Aniversariante com a tia Adriane
 Salão de eventos da Yeda, onde aconteceu a festa
 Giliard, Cristiane e filhos e Ana Lede com a aniversariante
 João Vicente, e esposa
 Elinde, Carol e Elisa
 Natalina e filha
 Larrisa, Altmar e Dorotéa
Welton, Gleise e Arthur

 Cristiane



Amigas da aniversariante

BANCO DO BRASIL DE BAIÃO REABRE

BB DE BAIÃO, "QUASE" UM ANO DEPOIS, REABRE AO PÚBLICO


No próximo dia 11/09, a agência do Banco do Brasil de Baião completará um ano fechada.
 Registramos a chegada do cofre novo e a retirada do velho

E nesta segunda feira 24/08, a agência do Banco do Brasil em Baião, finalmente reabre para o atendimento aos clientes.
Até nesta sexta feira 21/08, o banco oferecia apenas serviços eletrônicos, e como já chegou o novo cofre e tudo está funcionando, a agência reabrirá com todos os serviços bancários.





SECULT REALIZA EVENTO SOBRE PRESERVAÇÃO EM BAIÃO

PATRIMONIALIZA BAIÃO
Um movimento começa ganhar força para que a memória de Baião seja preservada, chega ao município com força total e já se tornou um sucesso.
 Equipe que coordenou o evento.

 Acadêmicos do curso de História da UFPA.

A Secretaria de Estado de Cultura (Secult), por meio do Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (DPHAC) e seu Programa de Educação Patrimonial denominado “Diálogos com o Patrimônio: Valorizando Memórias e Construindo a Cidadania Cultural”, inaugurou, dia 21 de agosto, em Baião, evento itinerante de conversas abertas com a sociedade.


Logomarca que deu o ponta pé no evento.

Mesa com os expositores, Jonas Favacho, geógrafo, da USP, estudioso e pesquisador da história da cidade de Baião e seu espaço geográfico; Milder Ramos, historiador formado pela Universidade Federal do Pará (UFPA), professor da rede municipal de ensino e do sistema modular de ensino do estado; e Reginaldo Pinto dos Reis, pedagogo (UFPA), professor de ensino fundamental em Baião. A discussão será mediada pela técnica da Secult, Sabrina Costa.
Acadêmicos do curso de História da UFPA.

.
O encontro aconteceu no município de Baião, na Região do Baixo Tocantins, local que, através de uma demanda de moradores, propiciou que a Associação dos Agentes de Patrimônio da Amazônia (Asapam) entrasse com pedido de tombamento no DPHAC do complexo centenário composto por uma caixa d’água de ferro, a antiga sede da prefeitura e a escadaria “Pau da Gaivota”. Desde então tem ocorrido uma mobilização social no município em prol do tombamento com a campanha “Patrimonializa Baião”

Um dos organizadores da campanha, Stéfano Paixão, diz que a campanha representa o desejo da população de que esses bens sejam reconhecidos como patrimônio histórico e cultural. “Estamos falando de um complexo centenário da cidade de Baião, composto por três patrimônios ainda resistentes. Talvez, os três últimos exemplares da nossa arquitetura que restou. Vamos lutar para que as gerações futuras possam saber da sua história”, ressalta.

Para ele é muito importante que a discussão se dê pelo viés da educação. “O que nos interessa é discutir o patrimônio cultural de Baião através da comunidade escolar. É uma forma que encontramos de despertar a consciência das pessoas para isso”, disse Stéfano Paixão, ao destacar que a questão da preservação não é apenas restaurar fisicamente o complexo, mas permitir que as pessoas usufruam desses bens “que são marcos históricos erguidos na nossa cidade”.

Segundo o organizador, que é natural de Baião, é a primeira vez que um evento como esse acontece na cidade, sendo motivo de alegria para quem se sensibiliza com a causa. O organizador reafirma o interesse de que a discussão caminhe “na direção da educação para o patrimônio. É isso o que a gente quer hoje”.

Um dos momentos interessante do evento, foi quando da participação do professor Jonas, que lembrou fatos da história do município, destacando que o foi o segundo sistema de abastecimento de água encanada do estado do Pará foi implantado em 1906, ressaltando que a água encanada, só atendia a elite da época. Lembrou ainda do cavalo "bentivi" que transportava lenha para movimentar a caldeira da bomba de água, contou ainda o caso do construtor do "Pau da gaivota" que por não ter recebido o pagamento integral da obra, destruiu com picareta partes da escadaria, fatos que a maioria dos baionenses desconhecia.

Matéria com: Vinicius leal
http://mocajubaperoladotocantins.blogspot.com.br/2015/08/secult-leva-evento-sobre-preservacao.html

FISCALIZAÇÃO DA CGU E JUSTIÇA ELEITORAL EM BAIÃO

BAIÃO RECEBEU A FISCALIZAÇÃO
Desembargadora  Drª Célia Regina

Controladoria Geral da União, e da Corregedora  Eleitoral do Pará Drª Célia Regina, nos dias 19 e 20 deste mês.
A CGU veio com objetivo específico de realizar fiscalização na Secretaria de Assistência Social, especificamente nos cadastros de Bolsas Família, segundo os fiscais, o trabalho se concentrou em dados enviados pela prefeitura do município para o referido órgão, e esta veio verificação foi realizada junta a estas famílias, para atestarem se de fato os dados informados conferiam.
Na quinta-feira, os fiscais se dirigiram até ao 2º Distrito para continuar a verificação, e não nos informaram a constatação de irregularidades.

Ainda na quinta-feira, a Vice-presidente da Corregedoria  Eleitoral do Pará, Desembargadora Drª Célia Regina Conceição, realizou durante todo o dia, a correição ordinária no Cartório Eleitoral do Município, que consiste na fiscalização periódica, prevista e efetivada segundo critérios estabelecidos pela Corregedoria Regional.
Em entrevista ao nosso Portal, a desembargadora disse que esta fiscalização faz parte dos trabalhos do Tribunal regional Eleitoral do Pará, e que anualmente estes trabalhos são realizados em todas as Comarcas do Estado, na aferição do funcionamento da justiça eleitoral, bem como, os registros, títulos e processos eleitorais, investigações e também o atendimento ao público.
Durante  essas visitas, circulou muitas especulações, uns diziam que se tratava de uma ação para afastamento do gestor municipal, outros que se tratava de ações na justiça eleitoral, de casos registrados na última eleição. Como vemos, nada disso se confirmou

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Câmara aprova em 2º turno redução da maioridade penal para 16 anos

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (19) em segundo turno, por 320 a favor, 152 contra e 1 abstenção a proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz maioridade idade penal de 18 para 16 anos no caso de crimes de homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte e crimes hediondos, como o estupro. O texto segue agora para o Senado, onde precisará passar por duas votações para ser promulgado.

A matéria foi aprovada em primeiro turno no início de julho, com 323 votos favoráveis e 155 contra, sob protestos de deputados contrários à mudança constitucional. Um texto um pouco mais abrangente havia sido rejeitado pelo plenário na véspera, mas após uma manobra regimental, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), colocou o tema novamente em votação e o texto acabou passando.

Pela proposta aprovada pela Câmara, os jovens de 16 e 17 anos terão que cumprir a pena em estabelecimento penal separado dos menores de 16 e maiores de 18. Após completar 18 anos, eles irão para presídios comuns. A votação ocorreu sem a presença de manifestantes no Salão Verde e com as galerias do plenário vazias.

Contrária à PEC da Maioridade Penal, a presidente da União Nacional dos Estudantes Secundaristas (UBES), Bárbara Melo, disse que o presidente da Câmara vetou a presença do público. “Não abriram as galerias. Normalmente, eles dão senhas aos partidos e distribuem. Ficamos na expectativa, mas não houve distribuição de senhas e não pudemos entrar”, disse.

Sobre ausência de manifestantes no Salão Verde, a presidente da UNE explicou que a maioria dos jovens veio ao Congresso pela manhã. “A gente mobilizou a galera mais cedo e o pessoal não pode ficar até agora. A gente priorizou o contato com os deputados de manhã”, disse.

Críticas e defesa do texto

No plenário, deputados favoráveis e contrários à proposta se alternaram na tribuna para apresentar suas posições a respeito da PEC. A deputada Maria do Rosário (PT-RS) criticou a redução da maioridade penal e cobrou que União, Estados e municípios atuem de forma integrada para evitar que os jovens entrem no crime. “Precisamos de políticas cada vez mais integradas para enfrentar a violência, que não é culpa da juventude”, afirmou.

A líder do PSC, Jandira Feghali (RJ), disse não haver comprovação de que a redução da maioridade penal diminua a criminalidade. Ela argumentou ainda que as medidas socioeducativas já têm o efeito de punição.

“Há uma divulgação de que quem é contra a maioridade penal é a favor da impunidade. No Brasil, crianças a partir de 12 anos já são punidas, inclusive com privação de liberdade em espaços próprios. Nós neste plenário estamos esquartejando a Constituição, que é clara quando aponta que é preciso haver diferença do tratamento dependendo da idade”, discursou a líder do PDC, Jandira Feghali (RJ).

Já o deputado Moroni Torgan (DEM-CE) destacou que países desenvolvidos, como Estados Unidos e Inglaterra, punem adolescentes por atos equivalentes a crimes. “Os países de primeiro mundo permitem que os maiores de 13 e 14 anos sejam responsabilizados. Aqueles menores que querem usar da impunidade para matar, estuprar e fazer delito grave esses vão ter a certeza de que a partir de hoje não terão mais impunidade.”

O deputado Delegado Éder Mauro (PSD-PA) lembrou do caso das quatro jovens no Piauí que foram vítimas, em maio, de um estupro coletivo por um grupo formado, na sua maioria, por adolescentes. “Em nome das meninas do Piauí que foram estupradas, o PSD vota sim”, afirmou.
Fonte: http://www.nacaojuridica.com.br/2015/08/camara-aprova-em-2-turno-reducao-da.html

ALUNO QUE PROCESSOU PROFESSOR POR TER TOMADO CELULAR


ALUNO QUE PROCESSOU PROFESSOR POR TER TOMADO CELULAR EM SALA DE AULA PERDE CAUSA NA JUSTICA!!!


O juiz Eliezer Siqueira de Sousa Junior, da 1ª Vara Cível e Criminal de Tobias Barreto, no interior do Sergipe, julgou improcedente um pedido de indenização que um aluno pleiteava contra o professor que tomou seu celular em sala de aula.
De acordo com os autos, o educador tomou o celular do aluno, pois este estava ouvindo música com os fones de ouvido durante a aula.
O estudante foi representado por sua mãe, que pleiteou reparação por danos morais diante do "sentimento de impotência, revolta, além de um enorme desgaste físico e emocional".
Na negativa, o juiz afirmou que "o professor é o indivíduo vocacionado a tirar outro indivíduo das trevas da ignorância, da escuridão, para as luzes do conhecimento, dignificando-o como pessoa que pensa e existe”. O magistrado se solidarizou com o professor e disse que "ensinar era um sacerdócio e uma recompensa. Hoje, parece um carma". Eliezer Siqueira ainda considerou que o aluno descumpriu uma norma do Conselho Municipal de Educação, que impede a utilização de celular durante o horário de aula, além de desobedecer, reiteradamente, o comando do professor.
Ainda considerou que não houve abalo moral, já que o estudante não utiliza o celular para trabalhar, estudar ou qualquer outra atividade edificante.
E declarou:
"Julgar procedente esta demanda, é desferir uma bofetada na reserva moral e educacional deste país, privilegiando a alienação e a contra educação, as novelas, os realitys shows, a ostentação, o ‘bullying intelectivo', o ócio improdutivo, enfim, toda a massa intelectivamente improdutiva que vem assolando os lares do país, fazendo às vezes de educadores, ensinando falsos valores e implodindo a educação brasileira”.

Por fim, o juiz ainda faz uma homenagem ao professor.
"No país que virou as costas para a Educação e que faz apologia ao hedonismo inconsequente, através de tantos expedientes alienantes, reverencio o verdadeiro HERÓI NACIONAL, que enfrenta todas as intempéries para exercer seu ‘múnus’ com altivez de caráter e senso sacerdotal: o Professor."

Fonte:
http://www.nacaojuridica.com.br/2014/06/juiz-nega-dano-moral-aluno-que-teve.html
Processo: 201385001520
categoria

NOVO "BOOM" DA PIMENTA DO REINO EM BAIÃO

PIMENTA DO REINO EM ALTA
Trazido pelos ido dos anos 80, pelo padre Tiago, a cultura da
pimenta do reino floresceu muito em Baião.

A secagem da Pimenta, se dá em encerrado, e é muito comum isto acontecer pelas ruas da cidade.


Depois de um tempo de prosperidade, aconteceu o declínio, com a proliferação de doenças e o início da produção de pimenta, de pais do leste asiático, que começaram investir pesado na cultura.
Plantação dentro da cidade no bairro novo



Nos anos 90 até o início dos anos 2000, outro grande momento da especiaria, foi vivido pelos produtores local, porém, novamente a "tal" da "Fusariose", atacou de novo, levando milhares de  pequenos produtores a falência,
Embarque das sacas com pimenta do reino, com destino a capital.



que ficaram devendo horrores ao Banco da Amazônia e tiveram suas plantações dizimadas pela doença. Neste período, município de Baião chegou a se tornar um dos maiores produtores do produto, rivalizando com países como, Índia, Indonésia, Vietnã, etc...
 A partir de 2010, começa novamente outra corrida, onde milhares de agricultores acreditando na possibilidade de se ganhar dinheiro, passam a investir  na cultura, chegando hoje ao preço de R$ 29,00 reais o quilo, com isso, explodiram os preços de tudo, começando pela estaca, que é usada para sustentação da planta, que hoje custa mais de R$ 8,00 a unidade.
Plantação pujante em início de colheita.


A pimenta do reino é um sucesso em Baião, devido o solo ser apropriado para a planta, e também que o povo tem conhecimento e trata do produto como uma cultura tradicional.

terça-feira, 18 de agosto de 2015

COLÔNIA DE PESCADORES DE BAIÃO CONVOCA PARA ASSEMBLÉIA GERAL.

COLÔNIA DE PESCADORES DE BAIÃO CONVOCA
PARA ASSEMBLÉIA GERAL.

EDITAL Nº. 02/2015 – Z-34
ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA COLÔNIA DE PESCADORES Z-34/PA
A Presidente da COLÔNIA DOS PESCADORES Z-34, DO MUNICÍPIO DE BAIÃO, CNPJ N°05.845.722∕0001-60, com sede à Avenida Getúlio Vargas, N°68 – BAIÃO – PARÁ – CEP N°68.465-000, ao fim assinada, no uso de suas atribuições estatutárias, e nos termos do ART. 15, ‘b’ do Estatuto Social, vem convocar todos os associados desta entidade, que estiverem em pleno gozo de seus direitos estatutários, para comparecerem à ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA que irá ser realizada no dia 28 de agosto de 2015, na CASA DE SHOW DESCONTRAÇÃO, a instalar-se em primeira convocação às 08:00 horas, às 08:30 horas em segunda convocação com a presença de 10% dos sócios presentes, tendo a seguinte ordem do dia:
1) INFORMES;
2) APRESENTAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DA COLÔNIA (JUNHO A DEZEMBRO/2014) E RELATÓRIOS;
3) O QUE OCORRER.

BAIÃO – PARÁ, 07 DE AGOSTO DE 2015.

JULIA RODRIGUES BRAGA
PRESIDENTE 

ESCRAVIDÃO NA MAURITÂNIA- AJUDE A ACABAR COM ESTE CRIME


Eu me tornei escrava aos 5 anos. Achava que era normal. Quem quebrou minhas correntes foi um homem que dedicou sua vida à luta contra a escravidão na Mauritânia. Agora, ele está preso por causa disso. É hora de quebrar suas correntes, para que ele possa continuar a quebrar as correntes de outras pessoas:


ASSINE A PETIÇÃO
ESCRAVIDÃO NA MAURITÂNIA

Caros membros da Avaaz ao redor do mundo,

Fui escravizada aos 5 anos de idade. Todos os dias, eu cuidava do rebanho. Todas as noites, era estuprada pelo meu dono. Sem entender direito, eu pensava que isso era normal.

Na Mauritânia, o país de onde eu vim, centenas de milhares de pessoas ainda vivem dessa maneira. Eu tive sorte. Meu irmão fugiu de seus donos, encontrou uma organização que trabalha para erradicar a escravidão e pediu ajuda para me libertar. Finalmente vieram me buscar, mas no começo eu me recusei a ir embora. Não conseguia imaginar uma vida longe dos meus senhores, uma vida na qual sempre se trabalha, mesmo que se esteja grávida ou em trabalho de parto. Esta era a única vida que eu conhecia.

O homem que veio me resgatar, e que dedicou sua vida para libertar outros escravos como eu, está agora atrás das grades por se atrever a lutar contra a escravidão. Dentro de cinco dias, um tribunal julgará um recurso que pode libertá-lo. Se centenas de milhares de pessoas ao redor do mundo declararem seu apoio a Biram Dah Abeid, podemos romper suas correntes para que ele possa continuar ajudando outros a quebrar suas próprias. Assine agora:

https://secure.avaaz.org/po/mauritania_anti_slavery_biram_loc_dn/?bUfSoeb&v=63446

Os senhores de escravos estão fazendo pressão para manter o status quo, mas a opinião pública começa a mudar. Acredito que o nosso presidente pode ser influenciado: sob grande pressão, ele libertou presos políticos no passado, incluindo o próprio Biram. Por favor, junte-se a mim agora para libertá-lo mais uma vez.

https://secure.avaaz.org/po/mauritania_anti_slavery_biram_loc_dn/?bUfSoeb&v=63446

Com gratidão e esperança,

Haby mint Rabah com a equipe da Avaaz

Nota da Avaaz:
A Mauritânia tem o pior regime de escravidão no planeta. Atualmente, até 20% de toda a população é escrava. As pessoas já nascem escravas ou são vendidas, maltratadas, violadas e exploradas. E assim como a escravidão histórica, o regime aqui é racista: quase todos os escravos são da etnia haratin.

A Mauritânia foi o último país do mundo a abolir a escravidão, que só foi criminalizada em 2007. Apesar de ser ilegal, de haver uma lei antiescravagista e políticas públicas para o fim da escravidão, e embora o parlamento tenha acabado de aprovar uma lei considerando a atividade “um crime contra a humanidade”, apenas um senhor de escravos foi condenado até hoje.

Aqueles que desafiam esta prática cruel e ilegal são presos e torturados. Biram lutou contra a escravidão por toda a sua vida, recebeu prêmios de reconhecimento internacional pela ONU e recentemente concorreu à presidência da Mauritânia. Mas o governo negou qualquer tipo de reconhecimento legal à organização que ele dirige e, agora, ele foi posto na prisão por dois anos, apenas por ter falado sobre o assunto publicamente.

Faltando apenas cinco dias até que o recurso seja julgado, vamos responder ao chamado de Haby exigindo a libertação de Biram, e fazer o maior pedido pela abolição da escravidão do século 21 – vamos compartilhar esse texto no Facebook, Twitter e em todos os lugares:

https://secure.avaaz.org/po/mauritania_anti_slavery_biram_loc_dn/?bUfSoeb&v=63446
MAIS INFORMAÇÕES

Mesmo duas décadas depois da abolição da escravidão, Mauritânia ainda encontra vestígios do passado (Zero Hora)
http://www.rtp.pt/noticias/mundo/nacoes-unidas-recordam-conquistas-de-direitos-humanos-dos-ultimos-20-anos_n701749

Biram Dah Abeid ainda está na cadeia: últimas notícias (UNPO) (em inglês)
http://unpo.org/article/17712

Mauritânia: Candidato presidencial preso e ativistas anti-escravidão devem ser libertados (Anistia Internacional) (em inglês)
https://www.amnesty.org/en/articles/news/2015/01/mauritania-jailed-presidential-candidate-and-anti-s...

Proposta de resolução comum sobre a Mauritânia, em particular no caso de Biram Dah Abeid (Parlamento Europeu) (em inglês)
http://www.europarl.europa.eu/sides/getDoc.do?pubRef=-//EP//TEXT+MOTION+P8-RC-2014-0382+0+DOC+XML+V0...

Para os donos, estuprar as escravas é um direito" (Le Nouvel Observateur) (em francês) http://tempsreel.nouvelobs.com/monde/20141214.OBS7863/pour-les-maitres-violer-les-esclaves-est-un-dr...

A luta contra a escravidão na Mauritânia é premiada pela ONU (RFI) (em francês) http://www.rfi.fr/mfi/20131227-mauritanie-biram-ould-dah-ould-abeid-prix-esclavage-nations-unies-dro...

Quarenta anos de escravidão: mulheres começam uma nova vida na Mauritânia (IRIN) (em inglês) http://newirin.irinnews.org/female-slaves-mauritania-photo-feature/


https://secure.avaaz.org/po/mauritania_anti_slavery_biram_loc_dn/?cUfSoeb