Este site é pessoal e tem o foco principal, nas notícias e fatos de interesse de nosso povo e das nossas coisas. Então, significa que não temos equipe e nem tempo para informar tudo o que acontece em Baião e região, ficando ao nosso critério divulgar as informações mais relevantes.
"Vote na enquete, assista os vídeos, deixe seu comentário e divirta-se."
Loading...

domingo, 6 de maio de 2012

PESQUISA PARA PREFEITO DE BELÉM É DIVULGADA


A Pesquisa foi registrada junto ao TSE e TRE/PA em cumprimento ao que dispõe o art. 33º e seus §§ 1º e 2º da Lei nº 9.504/97, assim como o art. 7º da Resolução TSE nº 23.364/201. O Número de registro da pesquisa é PA-00005/ 2012. Ela aconteceu no período de 18 a 21 de abril de 2012. Vale ressaltar a margem de erro de 4,0% sobre os resultados gerais da pesquisa, que totalizou um número de 630 entrevistas. Quem realizou a pesquisa em questão foi a Acertar Ltda.
Neste estudo o método utilizado foi o descritivo para a execução da leitura e interpretação dos dados coletados e na criação do banco de dados e no cruzamento entre variáveis, foram utilizadas técnicas estatísticas e recursos de informática. Os dados foram tabulados nos programas SPSS (Statistic Package for Social Sciences).
Vamos acompanhar a simulação eleitoral

Intenção de voto para Prefeito (Espontânea)

Na intenção de voto espontânea (sem o estímulo dos nomes) para o cargo de prefeito na eleição municipal do ano 2012, os dados da pesquisa mostram que 39,7% dos eleitores de Belém citaram em quem gostariam de votar. O ex-prefeito Edmilson Rodrigues lidera as intenções com 18,9% das indicações, seguido pelo Deputado Federal José Priante que alcançou 6,8%, Arnaldo Jordy obteve 5,2%, Almir Gabriel 4,0%, Zenaldo Coutinho 2,1% e Alfredo Costa obteve 1,7% das intenções de voto espontâneas. Os demais nomes citados não ultrapassaram o índice de 1,0%. Os indecisos somaram 54,9%
e 5,4% afirmaram que votariam em branco ou anulariam o voto.

Intenção de voto para Prefeito (Estimulado)

Na intenção de voto estimulado, com a apresentação de um cartão circular com os nomes de todos os possíveis pré-candidatos a prefeito de Belém, se a eleição fosse hoje, Edmilson Rodrigues obteria 38,1% da preferência dos eleitores, contra 16,1% de Priante – diferença de 22,0%. Seguidos de Almir Gabriel com intenção de voto de 12,4%, Arnaldo Jordy 11,1%, Zenaldo 8,3% e de Alfredo Costa que obteve 3,8%. Os votos brancos e nulos somariam 5,9% e 4,3% encontram-se indecisos.
Potencial de voto e rejeição dos candidatos à prefeitura de Belém

Na investigação da certeza de voto e da rejeição dos seis principais candidatos, nota-se que Edmilson Rodrigues tem expressivos 32,4% de certeza de voto e mais 37,0%, que poderiam votar nele mais também em outro, somando, portanto, um potencial de voto de 69,4%. Sua taxa de rejeição é de 29,8% e a de “não conhece o suficiente” de 0,8%.
Priante soma 62,5% de potencial de voto; 10,2% de certeza de voto e mais significativos 52,4% de poderia votar, rejeição de 35,1% e 2,4% de desconhecimento. Arnaldo Jordy soma 53,5% de potencial de voto (8,4% de certeza, e 45,1% de poderia votar), rejeição de 41,4% e 5,1% de não conhece o suficiente. Zenaldo Coutinho soma 41,1% de potencial de voto (4,6% de certeza de voto, e 36,5% de poderia votar) com rejeição de 49,8% e não conhece o suficiente de 9,0%. Almir Gabriel soma 42,1% de potencial de voto (10,3% certeza de voto e 31,7% de poderia votar) com rejeição de 57,9%. Quanto a Alfredo Costa apresenta 14,3% de potencial de voto (2,9% certeza de voto e 11,4% de poderia votar) com rejeição de 52,7% e não conhece o suficiente de 33,0%.

Avaliação de governo

Avaliação geral do governo Duciomar Costa (03 anos e 03 meses)
A aprovação ao governo de Duciomar Costa após 03 anos e 03 meses de seu segundo mandato atinge 36,2% (3,7% de ótimo, 14,1% de bom e 18,44% de regular positivo) entre a população eleitora de Belém, enquanto a reprovação soma 55,9% (10,5% de regular negativo, 11,1% ruim e péssimo 34,3%) avaliação regular-regular é de 6,8% e 1,1% não souberam opinar.
Em relação às variáveis sócio-demográficas, os segmentos mais desfavoráveis ao governo de Duciomar encontram-se junto às mulheres (56,6%), entre pessoas com 45 a 59 anos, correspondendo a (65,7%). Em relação à ocupação do entrevistado, os mais insatisfeitos são os autônomos (58,4%), os servidores públicos (57,1%) e as donas-de-casa (59,0%).

Avaliação de 01 ano e 03 meses do governo de Simão Jatene

Quanto à avaliação da administração de Simão Jatene, 66,2% têm a percepção de que seu governo é positivo (10,8% ótimo, 36,0% bom e 19,4% regular positivo), 7,1% que é regular-regular e 25,2% que é negativo (10,2% regular negativo, 5,7% ruim e 9,4% péssimo). Uma pequena parcela, 1,4% disse que é cedo/não souberam avaliar a administração de Simão Jatene.

Os mais satisfeitos com o governo de Simão Jatene são:
- Moradores dos distritos do Guamá (75,6%), da Sacramenta (70,8%) e Icoaraci (66,7%).
- Em relação ao gênero a aprovação ao governo de Jatene atinge 69,6% dos homens e chega a 63,3% das mulheres;
- Eleitores com idade acima de 60 anos (76,9%)
- Pessoas sem instrução (81,3%) e com o 3º grau incompleto ou completo (69,4%)
- Servidores públicos (71,4%) e aposentados (71,4%)
- Junto aqueles que declararam ter renda familiar acima de 5 SM (69,3%).

A reprovação ao governo de Jatene destaca entre:
- Os moradores dos distritos do Entroncamento (38,3%) e de Outeiro (46,7%);
- Eleitores com idade de 45 a 59 anos (32,1%);
- Nível de escolaridade 2º grau incompleto/completo (26,2%);
- Desempregados (31,5%).
Resultado detalhado: Tabela 12 – Páginas 48 a 50

Avaliação de 07 meses do governo da presidenta Dilma Roussef

O desempenho da presidenta Dilma Rousseff foi considerado comopositivo por (80,6%) dos entrevistados sendo que (21,1%) classificaram como ótimo, (47,0%) como bom e (12,5%) como regular positivo. Aqueles que responderam que está somente regular-regular totalizam (5,2%) dos entrevistados e avaliaram de forma negativa o governo de Dilma (13,3%). Sendo que desse total (5,6%) acham que está regular negativo, (3,2%) ruim e (4,6%) responderam que está péssimo. Dos entrevistados pela pesquisa 0,8% não responderam a indagação.


* Fonte. Blog do Bacana.