Este site é pessoal e tem o foco principal, nas notícias e fatos de interesse de nosso povo e das nossas coisas. Então, significa que não temos equipe e nem tempo para informar tudo o que acontece em Baião e região, ficando ao nosso critério divulgar as informações mais relevantes.
"Vote na enquete, assista os vídeos, deixe seu comentário e divirta-se."
Loading...

segunda-feira, 11 de julho de 2016

ELEIÇÕES 2016 EM BAIÃO-SAIBA O QUE ACONTECE NOS BASTIDORES



ELEIÇÕES 2016 EM BAIÃO
O município vive um momento de intensas articulações visando agregar o maior número de aliados para o confronto das urnas.
Até hoje 06 pré-candidatos tem os seus nomes lançados ao cargo de prefeito de Baião: Jadir Nogueira (PSDB) com Edilson Ramos (PROS) como vice, Benedita do Pilar (PTB), Jonas Favacho (PSOL), Lourival Menezes (PSC) e Rosana Braga (PT).
Segundo as primeiras notícias que circulam nas redes sociais, as coligações estariam assim:
A oposição ao governo municipal está com Jadir prefeito e Edilson vice, com apoio dos partidos PSDB, PROS, PMDB, e os recém criados no município PEN e PSD.
Do lado do governo o PTB apresentou como candidata a prefeita Benedita do Pilar. O PT já lançou também a vereadora Rosana Braga, e Lourival Menezes recentemente lançou candidatura própria.
O PSOL articula lançar candidatura própria com o professor Jonas Favacho a prefeito, faltando a indicação do vice, e a chapa teria apenas um pré-candidato a vereador.
Entretanto, os bastidores políticos baionenses dão versão diferente com os diversos candidatos. A exceção do Jadir Nogueira (PSDB), que já teria praticamente consolidada a sua coligação, há intensas articulações envolvendo PTB, PT e PSC em formar um bloco viável para enfrentar a coligação de Jadir, e seguem com a indefinição de quem seriam o prefeito e o vice e isso tem causado confusão no eleitorado deste segmento, pois estão lançados três pré-candidaturas a prefeitos e nenhuma delas indicou o vice e isto está gerando muita especulação.
Segundo rumores o PTB e PT dizem já terem acordado que a chapa estaria consolidada. Porém, são vistos muitos sinais de que novidades podem surgir, pois há notícias que em caso da possibilidade da desistência da candidata do PTB, o PSC seria o cabeça da chapa e o PT indicaria o vice, ou o PSC seria cabeça e o PDT daria o vice com o apoio do PTB, e isto seria o motivo de ainda que os três pré-candidatos não apresentarem aos baionenses, quem de fato seriam os candidatos escolhidos a vice na chapa de cada um. Eita confusão danada na cabeça do eleitor.
Outra notícia diz o PT não abre mão de indicar o cabeça da chapa majoritária ou pelo menos a vice, daí que segundo as notícias seriam esses os motivos para a indefinição da chapa do governo e que isto também influenciaria a decisão do PSC. Este grupo continua gerando mais especulações, na semana passada a candidata do PTB esteve presente ao lançamento da candidatura de um vereador do PT e lá estavam lado a lado com Rosana e Saci, e na mesma hora no lançamento da pré-candidatura do PSC, aliados do PTB estavam presentes também, aumentando ainda mais os rumores de uma aliança entre eles.
Paralelo a tudo isso o PROS nasce herdando a maioria dos filiados do PMDB e do PP, uma estratégia do candidato Edilson, pois se continua-se filiado ao PMDB não teria como coligar com PSDB. O PSD até então inexistente no município chega apresentando cerca de 08 pré-candidatos a vereador, já declarando seu apoio ao PSDB de Jadir.
A grande sensação desta eleição foi a fundação do Partido Ecológico Nacional-PEN no ano passado quando logo de saída apoiou naquela eleição os deputados Raimundo Santos, Olival Marques e a deputada Júlia Marinho, ambos ligados a Convenção da Assembleia de Deus e ambos foram vitoriosos nas urnas. Ainda naquele ano apoiaram o conselheiro tutelar e atual presidente da Comissão Provisória do partido, Clodoaldo Mendes ajudando a elegê-lo com uma expressiva votação de 425 votos, lembrando que aquela eleição foi a mais politizadas da história daquele órgão, quando os principais atores do pleito deste ano, apoiaram ostensivamente seus candidatos. Um começo bem grandioso para um partido de médio tamanho.
Agora o PEN surpreende de novo com aliança com PSDB trazendo cerca de 4 pré-candidatos a vereadores todos ligados a diversas denominações evangélicas do município, isto entretanto não implica em dizer que todos os filiados são evangélicos, disse o presidente da legenda, Clodoaldo Mendes, pois contaria também com adeptos de outras religiões também compõe o novo grupo político da cidade. O PEN nasceu como uma nova opção política na cidade de Baião e deve influenciar nesta eleição agregando seus aliados ao candidato Jadir.
No rastro dos fatos políticos circulam ainda na Web o velho e tradicional discurso de aliados ao atual governo com relação ao candidato Jadir que trabalha fora do município e que por isso seria prejudicial votar nele, e contra o candidato Edilson que representaria o passado. Porém aliados dos citados rebatem esses adjetivos afirmando que é um discurso vazio de quem não tem o que falar, contra a honra e sobre suas competências e citam que o falecido pai do candidato do PSDB (Ver. Diquitão) que foi vereador no município e travou uma luta no combate a corrupção.
Aliados de Edilson, via redes sociais defendem seu candidato afirmando que nenhum governo acerta tudo, porém o que acertam, ficam para a história e apresentam a rua Rui Barbosa que foi pavimentada em bloquetes de cimento e apesar de se passarem mais de 20 anos sem que nenhum governo fizesse manutenção, a rua continua firme e forte servindo como alternativa de saída da cidade e que diversas outras construções até hoje estão de pé contando a história, e seus aliados citam ainda o porto da rampa, como uma das construções mais sólidas pois, a mais de 30 anos é a entrada e saída para o rio Tocantins, diferentemente da atual gestão que viu o trapiche da vila dos calados recém construído, ser engolido pelo mesmo rio.
O Correio Baionense estará cobrindo todas as convenções municipais, quando de fato serão apresentados os vices de cada chapa. Tudo isso é só uma amostra do que vem por aí, muitas discussões ainda vão surgir, o certo é, quem viver verá